Qual o melhor banco para consolidação de créditos

Qual o melhor banco para consolidar créditos?

Infelizmente são muitas as pessoas que se encontram numa situação financeira complicada. Quando as prestações de créditos consomem grande parte do orçamento, torna-se difícil pagar as despesas do dia a dia. Porém, pode haver uma solução para diminuir este encargo: fazer uma consolidação de créditos.

Nestas situações, e também para quem deseja poupar alguns euros, esta pode ser a melhor solução. Trata-se de um recurso cujo objetivo é a unificação das prestações de crédito numa única parcela.

Já ouviu falar deste produto financeiro? Quer perceber quais são as vantagens associadas a esta opção? Neste artigo o NValores explica-lhe detalhadamente como funciona e os benefícios que terá ao consolidar os seus créditos.

Em que consiste a consolidação de créditos?

Para contornar o endividamento, uma das soluções mais eficazes é a unificação de vários créditos num só. Assim, fica com um único crédito, com uma única prestação e esta será mais baixa do que a soma de todas as prestações mensais juntas. A isto chamamos crédito consolidado.

A consolidação de créditos pode ser feita com diversas modalidades de empréstimo, e geralmente incluem:

  • Créditos pessoais – Que podem ser de diferentes tipos, como o crédito automóvel, crédito ao consumo, crédito pessoal e crédito universitário
  • Créditos contraídos através de cartões de crédito e linhas de crédito
  • Créditos hipotecários – O crédito hipotecário é um contrato de crédito garantido por hipoteca, que incide normalmente sobre um imóvel e, que por norma, é a habitação própria ou secundária

Quais as vantagens em consolidar créditos?

Quando se consolida os créditos existentes, ou seja, junta-se tudo numa única prestação, esta terá um valor mais baixo, podendo chegar a uma redução de até 60% em alguns casos.

Num exemplo prático, se a totalidade dos seus créditos somava 1.000€ por mês, após a consolidação dos créditos poderá passar a pagar 400€ por mês. Ou seja, uma poupança mensal de 600€.

Isto é possível porque com a consolidação ocorrerá o alargamento do prazo de pagamento, e a redução das taxas de juro globais dos vários pedidos.

Dessa forma, poderá aliviar o orçamento familiar e melhorar a sua taxa de esforço, possibilitando, inclusive, a obtenção de outro crédito.

Mas lembre-se, apesar dessa possibilidade é preciso ter cuidado para não se endividar novamente. O objetivo da consolidação de créditos é facilitar a sua vida financeira e não dar-lhe margem para a obtenção de mais dívidas.

Mesmo com esta vantagem mais evidente, podemos analisar a consolidação de créditos através de dois prismas.

A curto prazo, mediante uma situação de maior dificuldade em fazer face às despesas, no sentido em que permite um alívio substancial no orçamento mensal.

Em contrapartida, se analisarmos a longo prazo, pode correr-se o risco de se perder uma quantia avultada devido ao aumento do prazo de pagamento. E consequentemente, dos juros a pagar pelo crédito.

Portanto, antes de recorrer a esta solução é preciso ponderar cuidadosamente acerca da sua situação e analisar os prós e contras em consolidar os contratos.

O que considerar na escolha do melhor banco para consolidar?

Se realmente optar pelo recurso da consolidação, deve ter uma atenção especial à TAEG, ao MTIC e ao prazo de pagamento.

A Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) representa todos os encargos associados ao empréstimo, e varia de acordo com cada instituição. Portanto, é essencial que identifique a mais vantajosa do mercado para o valor que irá contratar.

Já o Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC) corresponde ao valor global que pagará pelo crédito. Ou seja, é a soma do montante do empréstimo e dos custos com juros, comissões, impostos, seguros e outros encargos.

Por fim, o prazo de pagamento será alargado, conforme já mencionamos, mas sempre que possível não estenda por muito mais tempo.

Apesar de esta ser uma das premissas do crédito consolidado, é importante que escolha com bom senso. Recorde-se que quanto mais depressa conseguir pagar o empréstimo, menor será o custo total do mesmo.

Veja a seguir uma tabela com algumas das melhores opções de banco para consolidação de créditos:

 

BancoValor do crédito atéTAEG desdePrazo de pagamento
Cetelem75.000€13,3%12 a 84 meses
Cofidis50.000€9,8%24 a 84 meses
Unibanco75.000€13,4%24 a 84 meses
Montepio Crédito35.000€12,0%24 a 84 meses

Conhecendo todas estas informações, faça uma análise dos seus créditos e pondere acerca das vantagens de aderir à consolidação de créditos.